Análise das competências dos diretores na gestão pedagógica, desde o enfoque das escolas eficazes, do 1º ciclo do Município de Benguela/Angola, segundo a opinião dos docentes

Salome Clara Chinofila Cabral, René Flores Castillo

Resumen


O presente artigo tem como desígnio descrever as competências dos diretores na gestão pedagógica, desde o enfoque das escolas eficazes, segundo a opinião dos docentes. A tipologia de investigação é descritiva, com uma abordagem de integrativa, que engloba métodos mixtos. Por via do focus group foi possível coletar informações relevantes que traduzem a opinião dos seis diretores dos dois segmentos de escolas públicas e particulares. Aos trezentos e sessenta e três docentes das escolas públicas e particulares foi aplicado um inquérito por questionário. O resultado da investigação desvenda semelhanças e diferenças. Os docentes de ambos os segmentos de escolas públicas e particulares, quanto a sua compreensão, afirmam que os diretores são fortes nas três dimensões “gestão do currículo, saberes pedagógicos e inovação educacional”, logo, mostram fortalezas coincidentes em apenas uma competência. Relativamente a dimensão inovação educacional os resultados atribuem fracas competências aos diretores públicos, porém, os diretores particulares são fortes em suas  práticas, na dimensão em causa. Os resultados da pesquisa também aludem que os diretores de ambos os segmentos, demonstram fraquezas nas competências da dimensão gestão do currículo. A importância da investigação consiste em promover um modelo para facilitar a gestão pedagógica nas escolas de Angola, muito centrada nos aspectos administrativos da escola e não na essência da escola, sobretudo na aprendizagem mediada pelos docentes, mas que requer a orientação e apoio do diretor.


Palabras clave


Gestão Pedagógica; Diretores; Competências; Escolas eficazes; Opinião dos docentes.

Citas


Campos, C. de M. (2011). Gestão Escolar e docência. (3ª ed.). São Paulo. Ed. Paulinas.

Chiavenato, I. (2010). Comportamento organizacional. (2ª ed.). Rio de Janeiro. Elsevier.

Flores, R. C. (2012).Competências Directivas para Gestion Pedagógica. Artículo Nro.3.Centros de Recursos, AXES Consultores-Chile Consultado em 20 Out. 2012. Disponivel em: www.axes.cl.

Freire, P. (2011). Pedagogia da autonomia: Saberes necessários à prática educativa. (43ª ed.). São Paulo. Editora Paz e Terra.

González, J.A.T., Fernandez, A.H. & Camargo, C.de B.(2014). Aspectos fundamentais da pesquisa científica. Asunción. Marben.

Lei 17/16 de 7 de Outubro. Diário da República de Angola Nº 170/16- I Série. Lei de Bases do Sistema de Educação. Assembléia Nacional de Angola. Luanda. Imprensa Nacional.

Lei 207/11 de 2 de Agosto. Diário da República de Angola Nº 146/11- I Série. Estatuto das Instituições de Ensino Privado até ao Ensino Secundário. Luanda. Imprensa Nacional.

Libâneo, J. C. (2009). Didática. Série Formação do Professor. Coleção Magistério. São Paulo. Cortez.

Libâneo, J. C., Oliveira, J.F. de e Toschi, M.S. (2015). Educação Escolar: Políticas, Estrutura e Organização. (10ª ed.) São Paulo. Cortez.

Lima, M. R. C. de (2007). Paulo Freire e a Administração Escolar: A busca de um sentido. Brasília. Laber Livro Editora.

Locco, L.de A. de e Lemes, M. da G. B. (2008). A dimensão pedagógica do trabalho do gestor da escola pública de educação básica: Caderno de apoio ao gestor. Curitiba. Consultado em Outubro 3, 2015, em http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/841-2.pdf.

Lück, H. (2011a). Gestão educacional: uma questão paradigmática. (8ª ed.) Rio de Janeiro. Petrópolis.Vozes. (Série cadernos de gestão; vol. 1).

Luckesi, C. C. (2013). Avaliação da aprendizagem, componente do ato pedagógico. São Paulo. Cortez.

Ministério de Educación República do Chile – Mineduc (2015). Marco para la buena Dirección y el Liderazco Escolar. Editora e Imprenta Maval.

Ministério da Educação (2006). Regulamento das Escolas do I e II Ciclos do Ensino Secundário Geral. Luanda, Impressão Nacional.

Sacristán, J. G. e Gómez, A.I. P. (2007). Compreender e Transformar o ensino. (4ª ed.) Porto Alegre. Artmed.

Vasconcelos, C. dos S. (2012). Planeamento projeto de ensino-aprendizagem e projeto Político-Pedagógico. São Paulo. Libertad editora.

Weinstein, J. (2011). ¿Colegas y jefes? la visión de los docentes sobre el liderazgo directivo en Chile. CEPPE (Proyecto CIE01-CONICYT)


Texto completo: PDF

Refbacks

  • No hay Refbacks actualmente.


Dirección de Investigación y Proyectos
Universidad Autónoma de Asunción

Jejui 667 entre O´Leary y 15 de Agosto