Inteligências múltiplas e a prática docente na aprendizagem de língua portuguesa

Cleuza Leite de Oliveira Santos, Clara Roseane da Silva Azevedo

Resumen


O presente artigo tem como objetivo investigar as contribuições pedagógicas que os alunos com os diferentes tipos de inteligência têm obtido com as práticas utilizadas pelos professores de Língua Portuguesa aos alunos do Ensino Fundamental- E.F. em Ipiaçu, em Minas Gerais. Uma vez que há diferentes cognições humanas e metodologias para trabalhar essas categorias, inclusive com os alunos com níveis de aprendizado diversificado levantou nesta investigação a seguinte problemática. A prática docente em inteligências múltiplas está relacionada com a aprendizagem de Língua Portuguesa aos alunos do Ensino Fundamental da Escola Estadual Benedito Waldemar da Silva?  Entendemos que tal questionamento pode ser respondido a partir da a concepção e a percepção dos professores em relação ao ensino e aprendizagem de inteligências múltiplas. Este artigo tem como fundamentos a pesquisa bibliográfica e análise qualitativo-descritiva. Para realizar a coleta de dados, aplicou-se o guia de entrevista a técnica da observação participante.


Palabras clave


Inteligências múltiplas; Prática docente; Língua portuguesa

Citas


Antunes, C. (2008). Inteligências e competências. São Paulo: Ciranda Cultural.

Brunel, C. (2002). Jovens cada vez mais jovens na educação de jovens e adultos. Porto Alegre: Mediação.

Campbell, L. e Campbell, B. (2000). Ensino e Aprendizagem por meio a Inteligências Múltiplas. Porto Alegre: Artes Médicas Sul.

Brasil (1998). Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: Língua Portuguesa. Brasília: MEC/SEF.

Freire, P. (1996). Pedagogia da autonomia: Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e terra.

Gardner, H. (1995). Inteligências Múltiplas: a teoria na prática. Porto Alegre: Artmed.

Gomes, M. (2009). Metodologia do ensino de Língua Portuguesa. (2009). São Paulo: Saraiva.

Artigo de lawall, Andrade, Maio . em: file:///C:/Users/Adriana%20Lira/Downloads/educar-cuidar-e-brincar-multiplas-linguagens-revista-do-setrem.pdf. Acessado em 20/01/2016.

Lakatos, E. (2003) Técnicas de Pesquisa. Marina de Andrade Marconi, Eva Maria Lakatos. São Paulo: Atlas

Palangana, I. (2015). Desenvolvimento e aprendizagem em Piaget e Vigotski: a relevância do social.6. ed. São Paulo: Summus.

Piaget, J (2015). Coleção educadores. Editora Massangana, Recife: Fundação Joaquim Nabuco.

Hernandez, R; Fernandez, C. e Baptista, P. (2006). Metodología de la Investigación. Cuarta edición. Mac Graw Hill, México.

Shimakawa, T.; Souza, A..; Soccio, F.; Santos, J.; Bocochina, L.; Campos, N.; Bueno, P. (2015). Oficina e Linguagens.

Vygotsky, L. (2008). Pensamento e linguagem. 4. Ed. São Paulo, Martins Fontes.


Texto completo: PDF

Refbacks

  • No hay Refbacks actualmente.


Dirección de Investigación y Proyectos
Universidad Autónoma de Asunción

Jejui 667 entre O´Leary y 15 de Agosto