Educação ambiental e teoria crítica da educação: algumas considerações pertinentes

José Maria Leite Botelho, Boanerges do Amaral Couto, Sergio Duarte Masi

Resumen


Apresenta algumas reflexões a respeito da teoria e prática, sobre a atuação de atores sociais que, em diferentes contextos engajaram-se na construção de uma identidade interdisciplinar, e incentivar a inserção da educação ambiental (EA) na educação escolar. Em relação à educação básica, e na perspectiva da inserção da EA na sala de aula, entende-se que todas as áreas do conhecimento assim como todos os seus componentes curriculares apresentam-se ricas em temas ambientais e em espaços ociosos entre os componentes curriculares. Considera-se a possibilidade de utilização desses espaços para a inserção de temas ambientais capazes de proporcionar condições de aprofundamento, contextualização, diversificação de oportunidades de estudos e novas aprendizagens em EA. Sugere-se como ponto de partida, o trabalho interdisciplinar, que envolvam a sala de aula, a escola e a comunidade. No ensino superior a EA ainda não é postulada como componente obrigatório nos currículos dos cursos.

Palabras clave


Educação, educação ambiental, prática social, interdisciplinaridade.

Texto completo: PDF

Refbacks

  • No hay Refbacks actualmente.


INDEXADA EN:

 

ISSN IMPRESO:          2225-5117

ISSN ELECTRÓNICO: 2226-4000

 

Dirección de Investigación y Postgrados. Universidad Autónoma de Asunción.
6to. Piso. Sede Central Jejui e/ O´Leary y 15 de Agosto. Asunción-Paraguay.
Tél: 595 21 495873. E-mail: informacion.cientifica@uaa.edu.py