Saberes pedagógicos na prática docente no Ensino de Jovens e Adultos no Município de Carutapera, MA

Magno Fernando Almeida Nazaré

Resumen


Esta pesquisa surge da inquietação em relação aos saberes e práticas no ensino da educação de Jovens e Adultos (EJA), nos anos finais do Ensino Fundamental, no contexto de uma escola da Secretaria de Educação do Município de Carutapera, Estado do Maranhão. A problemática da pesquisa que foi analisar e descrever quais as contribuições dos saberes pedagógicos nas competências e habilidades necessários para o ensino aprendizagem na educação de jovens e adultos. O Objetivo Geral da pesquisa foi: analisar e descrever quais as contribuições dos saberes pedagógicos nas competências e habilidades necessários para o ensino aprendizagem na educação de jovens e adultos na Unidade Rural de 1° grau Doralice Dourado no município de Carutapera no estado Maranhão. Os objetivos específicos da pesquisa foram: 1) Desenvolver uma discussão teórica a cerca dos saberes pedagógicos voltados a prática docente; 2) Relatar propostas de formação continuada dos docentes da Educação de jovens e adultos na escola Doralice Dourado; 3) Verificar a partir da percepção dos docentes de que forma os saberes necessários e práticas são desenvolvidas na escola no âmbito da EJA. A metodologia da pesquisa; foi do tipo descritiva, A ênfase metodológica é qualitativa. O Publico alvo da investigação se deu com docentes da escola municipal Doralice Dourado, sendo estes apenas do turno noturno. Baseada nos seguintes teóricos: Andrade,(2009); Alarcão, (2006); Brasil.(2008); Dantas, (2010); Ferreira, (2009); Freire,  (2002); Paquay, (2001); Pimenta, (2012). Ao serem apresentadas as experiências bem-sucedidas na Educação de Jovens e Adultos no âmbito nacional, considera-se relevante salientar a manutenção e desenvolvimento de níveis de alfabetismo que vão além dos domínios do código escrito, num processo mais amplo de letramento, em que está presente a possibilidade de ampliação dos níveis de alfabetismo bem como propor melhores condições de aperfeiçoamento aos docentes para que possam melhor desenvolver suas práticas docentes.


Palabras clave


Educação de Jovens e Adultos; ensino-aprendizado; formação docente; prática no ensino

Citas


Andrade, R. (2009). Enfoque Estratégico. São Paulo, Macroi.

Alarcão, I. (2006). Formação reflexiva de professores: estratégias de supervisão. (org.) Porto Portugal: Porto Editora.

Brasil. (2008). Documento Base Nacional para a VI Confintea. Brasília: MEC, março de.

Dantas, M. (2010). Motivos da Evasão dos Alunos da EJA da E. E. Isabel Oscarlina Marques - Escola Superior Aberta do Brasil – ESAB curso de Pós-graduação Lato Sensu em Psicopedagogia Clínico-institucional. Espirito Santo, Vila Velha. http://www.santaritafm.com/index.php?option=com_content&id=1925%3Amonografia-motivos-da-evasao-dos-alunos-da-eja-educacao-de-jovens-e-adultos&Itemid=53. Acessado em 27/11/2016.

Ferreira. D. (2009). A Importância da Formação Continuada de Professores de Educação de Jovens e Adultos http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/1711-8.pdf. Acessado em 25/11/2016.

Freire, P. (2002). Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 21ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Hernández, R. (2006). Metodologia de La investigación científica. Mc Gray Hill. México.

Kauark, F.; Manhães, F. & Medeiros, C. (2010). Metodologia da Pesquisa: Um Guia Prático. Bahia. Via Litterarum.

Maia, Á. (2010). Metodologia Científica: pensar, fazer e apresentar cientificamente. Imperatriz, MA, 2010.

Oliveira, L. (2005). Exemplo de cáclulo de Ranking Médio para Likert. Notas de Aula. Metodologia Científica e Técnicas de Pesquisa em Administração. Mestrado em Adm. e Desenvolvimento Organizacional. PPGA CNEC/FACECA: Varginha.

Paquay, L., et al. (2001). Formando professores profissionais: quais estratégias? Quais competências? 2ª ed. Porto Alegre: Artes Médicas.

Pimenta, S. (org.). (2012). Saberes pedagógicos e atividade docente. 8 ed. São Paulo: Cortez, 2012.

Pinto, Á. (1997). Sete lições sobre educação de adulto. 10ª ed. São Paulo: Cortez.

Rezende, M. (2003). Educação e mudança social em Fernando de Azevedo. Universidade Estadual de Londrina. Rua Pio XII, 335, apto. 1104, 86020-914, Londrina, Paraná, Brasil. https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&c. acessado em 12/06/2016.

Sacristán, G.; Gómez, P. (2000). Compreender e transformar o ensino. 4ª ed. Porto Alegre: Artes Médicas.

Schön, D. (2000). A Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas.

Silva, E. (2007). Os Fóruns da Educação de Jovens e Adultos e sua contribuição para a formação do educador de EJA. http://www.cereja. org.br/arquivos_upload/Eduardo%20Silva_nov2005.pdf , dia 10/3/2007. Acessado em 25/11/2016.

Silva, R. (2006). Necessidades de Formação Continuada dos Professores da Educação de Jovens e Adultos. Dissertação de Mestrado em Educação. Universidade Federal da Paraíba. http://www.ce.ufpb.br/ppge/Dissertacoes/dissert06/Regina%20Celi%20Delfino/Regina%20Celi%20Delfino%20da%20Silva.pdf. Acessado em 25/11/2016.

Soares, L. (2002). Diretrizes Curriculares Nacionais: educação de jovens e adultos. Rio de Janeiro: DP&A.

Soares, M. (2007). Perfil do aluno da EJA / Médio na Escola Dr. Alfredo Pessoa de Lima. Monografia: Especialização em Educação Profissional Técnica Universidade Federal da Paraíba. http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf3/tcc_perfil.pdf. Acessado em 26/11/2016.

Skinner, B. (1970). The generic nature of the concepts of stimulus and response. Journal of General Psychology.

Trivinos, A. (1987). Introdução à pesquisa em Ciências Sociais: a pesquisa qualitativa em Educação. São Paulo: Atlas, 1987.


Texto completo: PDF

Refbacks

  • No hay Refbacks actualmente.


Dirección de Investigación y Proyectos
Universidad Autónoma de Asunción

Jejui 667 entre O´Leary y 15 de Agosto